Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude

9 de Abril de 2018
Rosaria Silva

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cascais (CPCJCascais) e a Câmara Municipal de Cascais associam-se mais uma vez à Campanha de Sensibilização “Apenas o Coração Pode Bater”, no âmbito do Abril – Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e Juventude, procurando envolver a comunidade nesta problemática e alertar para o importante papel que todos nós em geral e cada um em particular, podemos ter na prevenção dos maus-tratos às crianças e jovens.

Durante o Mês de Abril irão decorrer várias iniciativas, destacando-se:

Sessão de Abertura da Campanha (Conferência) – “Abril 2018 – Licença para… Amar” – Dia 11 de abril das 14h00 às 17h30 na Casa das Histórias Paula Rego. O objetivo desta conferência é o de partilhar a atividade da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cascais e sensibilizar para a importância da prevenção dos maus-tratos na infância e juventude, promovendo os afetos, a comunicação eficaz e a boa gestão das emoções, para a erradicação da violência.
Para se inscrever na Conferência, aceda aqui.

Caminhada Laço Azul – Dia 28 de abril, às 9h00 da Praia da Duquesa (Paredão de Cascais)

Com este momento pretende-se sensibilizar a comunidade para a prevenção dos maus tratos em crianças e jovens e para a promoção de uma sociedade sem violência. O ponto de encontro será na praia da Duquesa. A caminhada com um percurso de 2 Km finalizará com a formação de um laço azul humano e momentos de animação com grupos de batuques do Concelho junto à Praia do Tamariz. O Laço Azul é o símbolo associado à prevenção dos maus-tratos contra crianças e jovens e por isso quem quiser participar deverá ir vestido de azul.

Ao longo deste mês serão distribuídos pequenos laços azuis e marcadores de livros, com uma mensagem desafiando as instituições públicas e privadas do concelho à criação do Laço Azul e colocação do mesmo em local visível. Nesta ação, a CPCJCascais irá sensibilizar o número máximo de pessoas/instituições/estabelecimentos comerciais a usarem o laço azul durante o mês de abril, como alerta para o problema dos maus tratos.

Alguns dados apurados pelo Diagnóstico Social de Cascais:

– O número de processos instaurados e reabertos tem vindo a aumentar ao longo dos anos, tendo atingindo, em 2016, o valor de 656. 2017;

– Os grupos etários mais jovens são os que revelam maior número de processos, sendo também significativo o peso de adolescentes;

– A exposição a comportamentos desviantes assume um peso elevado no conjunto de motivos de instauração de processos de promoção e proteção de crianças. Incluem-se nesta tipologia a exposição a violência conjugal, cujas crianças envolvidas passaram a ser sinalizadas de forma sistemática às CPCJC sempre que há ocorrências de violência doméstica, nomeadamente pelas forças de segurança.

Bem-estar é a ausência de sensações de ameaça ou perigo.
(Testemunho de jovem, pertencente a associação juvenil)

 

Sessão de Abertura – Conferência – 11 abril 2018 I 14h00
 Auditório da Casa das Histórias Paula Rego
 “Abril 2018 – Licença para…Amar”

Programa

14h00
Abertura do Encontro | Ana Zina – Presidente da CPCJCascais e Frederico Pinho de Almeida Vereador – Câmara Municipal de Cascais

14h15
Apresentação da Atividade da CPCJC 2017 | CPCJCascais

 14h30
Licença para propor…Intervenção em Situações de Violência em Contexto Escolar | Fórum Municipal de Cascais Contra a Violência Doméstica

14h40
Apresentação do Projeto Selo Protetor   | Agrupamento Escolas Frei Gonçalo Azevedo | Fernanda Malveiro

15h50
“Conceitos, razões e caminhos para uma Educação Inclusiva” | David Rodrigues | Pró-Inclusão – Associação Nacional de Docentes de Educação Especial Conselheiro Nacional de Educação

15h10
Saber Parar | Momento dinamizado pelo Projeto Cascais Cidade dos Afetos

Hino – “Apenas o Coração pode Bater” | Centro Social e Paroquial São Domingos de Rana

15h30
Apresentação de Boas Práticas na área da Prevenção
Moderadora: Sofia Rodrigues
Comentador: Gonçalo Mello Breyner – Ministério Público de Cascais

“A importância dos GAAF no binómino Família-Escola” | Melanie Tavares | IAC

Licença para… Recriar |  Branca Pires – AJU

Wave by Wave (surf terapêutico) | Ema Evangelista e José Ferreira | Associação “Social for Good” – Ema Evangelista e José Ferreira

Movimento Cidade dos Afetos  – Árvore dos Afetos | Cooperativa de Ensino Éramos Um | Alexandrina Ildefonso

17h00    Encerramento | Rosário Farmhouse Presidente da CNPDPCJ (a confirmar)  e Carlos Carreiras Presidente da CMC (a confirmar)

 17h15 Partilha do Bolo Laço Azul | Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril

 

Caminhada e Formação do Laço Azul Humano | 28 de abril | 09h00
Paredão de Cascais- Praia da Duqesa
Programa

09h00 – Receção dos participantes – Paredão Cascais (Praia da Duquesa)

09h30 – Aula Aquecimento aos participantes

10h00 – Início da caminhada: Praia da Duquesa – Praia do Tamariz (2km)

10h50 – Discursos – Presidente da CPCJC e Presidente CMC (a confirmar)

11h00 – Animação a cargo do Grupo de Batuque do Agrupamento de Escolas Frei Gonçalo de Azevedo (a confirmar)

 

História do Laço Azul:

 O Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A., quando Bonnie W. Finney, uma avó atenta e preocupada, amarrou uma fita azul à antena do seu carro. A trágica história de maus-tratos aos seus netos levou Bonnie a alertar a comunidade para este problema da sociedade actual, muitas vezes camuflados no seio familiar. A cor azul foi especialmente escolhida como constante lembrança aos corpos espancados e nódoas negras resultantes das agressões.