Estado de emergência: apoio às vítimas de crime não pára durante o confinamento

1 de Fevereiro de 2021
helenabonzinho
Pessoa à janela cabisbaixa com cabelos a tapar o rosto

A APAV e o Espaço V, os serviços de apoio à vítima de crime e violência existentes no concelho de Cascais, não param durante a fase de confinamento.

A APAV recebe pedidos de ajuda via telefone 21 466 42 71 e email apav.cascais@apav.pt.

O Espaço V mantém o atendimento presencial para vítimas de violência doméstica. Sempre que possível , para proteger utentes e técnicos, o atendimento realiza-se por videochamada e/ou telefone . Marque 210994321 ou envie um email para espacov.cascais@gmail.com para agendamento.

O Procurador Rui do Carmo, coordenador da Equipa de Análise Retrospetiva de Homicídios em Violência Doméstica, declarou à Lusa que receia o aumento de casos durante o período de confinamento, pois esta fase propicia a conflitualidade. As situações podem não ser logo perceptíveis porque existem dificuldades de exteriorização, mas segundo a sua experiência, as denúncias tendem a aumentar assim que terminar o confinamento.

Esta análise aplica-se à realidade do concelho de Cascais, referentes à experiência da fase de confinamento obrigatório do ano passado. Os dados do atendimento dos serviços especializados em Cascais mostraram uma tendência de aumento de participação de situações de violência doméstica assim que houve abrandamento às restrições no contexto da pandemia.

Os serviços de atendimento e apoio a vítimas de crime e violência são gratuitos e confidenciais.

Artigo relacionado