COVID-19: Recomendações da Ordem dos Psicólogos para pessoas com deficiência e cuidadores

7 de Maio de 2020
helenabonzinho

A Rede Social Cascais dá continuidade à partilha de documentos de apoio produzidos pela Ordem de Psicólogos Portugueses. Sob o formato de brochuras temáticas, contém recomendações elaboradas por profissionais da área da saúde mental e em parceria com instituições especializadas, para ajudar a lidar com os constrangimentos criados pelo contexto de pandemia.

Título COVID-19: Pessoas com Deficiência. Recomendações para pessoas com deficiência, cuidadores e decisores

Resumo O documento alerta para a especial vulnerabilidade a que estão sujeitas as pessoas com deficiência em contrair a infeção por terem dificuldades acrescidas no acesso à informação ou à higienização das mãos, por exemplo. Apresenta recomendações específicas por tipo de deficiência e infografias de leitura simples (para adultos e crianças) para adequar a informação à capacidade cognitiva. Contém também , estratégias para cuidadores formais e informais que incidem na proteção da pessoas com deficiência , na demonstração de disponibilidade para prestar apoio emocional , reforçando o papel do cuidador como uma fonte de segurança e atitude positiva. Estão disponíveis orientações para decisores para ajudar a compatibilizar a manutenção do apoio à vida quotidiana das pessoas com deficiência e as recomendações de saúde pública.

Título COVID-19: Recomendações para cuidadores informais

Resumo O contexto de pandemia veio reforçar a importância social do papel dos cuidadores. As pessoas que prestam apoio não remunerado a um amigo ou familiar que está dependente ou incapacitado são consideradas cuidadores informais. A obrigatoriedade do confinamento social de quem tem maior risco de contrair a infeção, tornou muitas pessoas em cuidadores informais , ao terem que prestar apoio na higiene pessoal, na alimentação, na prestação de cuidados de saúde, nas idas à farmácia, no pagamento de contas ou limpeza da casa. Esta publicação contem orientações sobre como dar apoio emocional e supervisionar o estado de saúde da pessoa cuidada mas também do cuidador: como se deve manter saudável psicologicamente e o que fazer no caso de precisar de ajuda.